Troféu da Graça... Poema de Deus


Hoje Deus arrumou uma forma engraçada de me enviar beijos do céu... vejam só.

Ele disse: "Cris, você é troféu da minha Graça! É um poema!"

Gente.. eu achei tão bonito isso! Senti-me tão vibrante que mais uma vez passei logo meu batom vermelho... rsrs

Mas, espera aí. Ele não disse que eu sou a oitava maravilha do mundo e a coisa mais linda do planeta. Não! Ele não disse isso. Nem Ele nem eu precisamos disso.

Ele disse que eu sou o troféu da Graça e um poema.

Segundo o dicionário Aurélio, troféu é o objeto que recebe o vencedor de certa competição, é o despojo de inimigo vencido, é sinal de uma vitória, é representação do atributo peculiar a uma arte ou ciência, é um feixe de diversos objetos para servir de ornamento.

Já poema é uma composição poética, epopeia (significa poema que tem por assunto ações ou acontecimentos grandiosos, série de grandes acontecimentos), aquele que é merecedor de ser cantado em verso.

Eu disse: poxa Deus! Que beijão esse, hein?! Fiquei sem ar!

Entende por que passei meu batom vermelho?

Pois então... sinta-se beijado pelo céu neste dia também!

Afinal, já disse outras vezes aqui que não sou mais amada que vocês, somos iguais nEle.

A notícia de hoje então é que somos troféus da Graça e poemas dEle.

Volte ali na descrição dessas duas palavras... mira lá e avalia se o Aurélio não descreve um pouco de você.

Gente.. Sou troféu da Graça porque foi Ele quem venceu e me quis.

Sou poema dEle porque sou uma série de muuuuuitos acontecimentos, que só Ele sabe, faz e controla.

Sou cantada em versos porque a composição poética e o texto aqui é de autoria dEle.

Não sou o que alguém vai ganhar... sou o que alguém já ganhou. Entende?

Você é sinal de vitória, de triunfo! É verso que merece ser cantado também!

Por favor, acredite mais no que Deus diz sobre você!

Você é peça chave para lembrar tanto a você como o planeta que sua vida nunca teve e nunca terá sinônimo de fracasso.

Psiuuuu...Ele venceu!
Você é a prova disso!

Tem dúvidas?
Não se preocupe com essas dúvidas, isso não altera sua posição na "prateleira" do Pai, nem nas Suas inspirações poéticas.

Beijos...
Nele,
Cris


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O tempo debaixo do céu

Há esperança para o ferido...

Puro Nardo!