Da série: Um Deus que te vê!!


É madrugada, mas ontem, logo que cheguei ao plantão, Deus me fez recordar de três situações específicas e preferi anotá-las por aqui para não esquecer:

PRIMEIRA SITUAÇÃO

Há alguns anos, quando eu morava num outro apartamento, estava eu com fome, mas sem nenhum ânimo de fazer nada para comer... naquele dia se eu pudesse me alimentaria de lágrimas, tamanha era a falta de forças... naquele momento, lembrei da fé que habitava no meu coração e que me conduz tantas vezes a lugares com Deus surpreendentes...

Eu tinha fome de comida, mas no meu espírito naquele dia, independente da circunstância eu tinha alimento espiritual...

Conversando com Deus, eu comecei a desejar uma macarronada... não falo de macarrão cozido, falo daquelas macarronadas bem incrementadas, cheia de coisas gostosas, ainda que simples, mas aquelas nas quais você percebe que houve tempo investido, que com certeza a pessoa parou para realizá-la... algo além do macarrão e dos ingredientes físicos.

Naquele dia, eu estava num quarto, já era bem tarde... cerca de 23h, quando ouvi a voz de uma criança na minha porta e quando cheguei próximo, percebi que era a filha de um amigo que morava no prédio e ela sorrindo, tão linda faltando até os dentes da frente, disse-me: “Cris, olha o que eu trouxe...” e em instantes ela me estendeu o prato e concluiu: “Foi o meu pai que mandou para você”. Ele me disse assim Cris: “Pauliana, vá deixar esse prato de macarronada para Cris”.

Eu confesso que quase derrubo o prato e ocorreu uma briga no meu interior se ao meu rosto chegariam lágrimas ou um sorriso bem largo...  Peguei o prato tremendo e ela disse: “Meu pai disse que era especialmente para você Cris”.

Queridos, quando eu levantei a tampa, eu vi tudo que desejei comer naquele noite... sentei-me, organizei meu prato e comi. Naquele instante eu podia contemplar o olhar de Deus sobre mim. Que coisa linda!! Um Deus que me vê.

Eu me vi como o profeta Elias, o qual já tinha enfrentado tantas coisas, mas naquele instante ele queria morar para sempre na caverna... estava angustiado e para Elias, conforme a bíblia nos diz, Deus também preparou comida especial para ele e mandou fazer a entrega.

SEGUNDA SITUAÇÃO

Outra vez, há um tempo, no meio de um plantão aqui no hospital eu já tinha compartilhado com Deus que não queria jantar, mas lembrando do episódio acima, eu acabei desejando um pedaço de pizza... não precisava muito, bastava apenas um pedacinho.

Próximo das 21h, o telefone toca e do outro lado, ouço a seguinte pergunta: “Cris, você por acaso gostaria de comer um pedaço de pizza?” Eu disse: “Sim! Eu quero!” Ele disse: “Então, vou deixar”. O rapaz então chegou à minha janela, entregou o pedaço e sem dizer mais nada, partiu. Era um amigo que trabalha lá na UTI. Gente, quando vi o pedaço de pizza, fiquei a pensar: “Como seria bom fazer um quadro desse pedaço de pizza, hein Deus?!”

E senti no meu espírito um Deus que falava: ”Se você guardar vai apodrecer... coma Cris, este é o maná do dia!” Comi o pedaço com tanto gosto, que parecia que tinha sido entregue uma pizza inteira. Ahhh Deus!!

TERCEIRA SITUAÇÃO

Lembrei-me ainda de um outro dia, estava de plantão, era uma quarta-feira e nesse ano era comum eu ir à igreja nas quartas... então, comecei a lembrar do cheiro da igreja.

Em instantes me veio à mente como Deus cuida de mim, como Deus é um Deus Onipresente... e mesmo não estando na igreja naquele instante, percebi que eu era igreja ali naquele lugar... e novamente senti Deus ministrando no meu coração: “Recorda Cris”... e lembrei das mesmas situações acima... e comecei a desejar comer pão para tomar com café... mas, como Deus faz além do que a gente pede... Em instantes, bateram na minha janela e disseram: “Cris?” Eu disse: “Oi?” Ele disse: “Toma para você!” Dessa vez esse outro rapaz não correu... Ele parou e disse: “Visualiza o que tem dentro”.

Meus amados, de longe era apenas um pão, mas quando abri, tinha milho verde, salsicha com um molho bem cheiroso e batata palha...

Ele olhou para mim e concluiu: “Viu? Tem até um milhinho. Penso que esteja bom... estava lá em cima e desci só para te entregar”. Depois o rapaz foi embora.

Eu fiquei assim tão emocionada com Deus, com a maneira que Deus faz as coisas, que tanto nos surpreende, que quanto mais a gente pensa que vai surpreender Deus, mas a gente é surpreendida por Ele.

Quem me conhece sabe que eu gosto de alguns tipos de alimentos de uma maneira bem enfática e sou maravilhada com milho verde... aí a pessoa ainda olha para mim e diz: “Tem até milhinho”. Ele não tinha como saber que eu gosto de milho.

Você poderia pensar... “ah Cris, mas milho é muito gostoso”. E eu posso te dizer: “Realmente é, mas se ele entregasse este sanduíche para Cristiane, minha irmã do meio, ela não se encantaria em nada, porque ela não suporta comer milho verde”. Percebe???

O sanduíche era meu... e Deus deve ter negociado com a pessoa para ele não comer e ir ao meu encontro entregar.

Você pergunta: “Esse rapaz sempre fez isso? É possível que ele vá acertar algumas vezes”. A resposta é: “Até aquele dia, esse rapaz nunca tinha feito isso..."

Queridos... enquanto essas cenas se passavam hoje, eu recordava de alguns feitos de Deus na minha vida e comecei a lembrar de Hagar (Agar).

Hagar era a escrava de Abraão, mãe de Ismael.

Um dia Hagar achou que tinha sido esquecida por Deus e Deus a visitou no meio do deserto.

Talvez a situação de Hagar não permitisse que ela visualizasse muita coisa boa no deserto, mas a bíblia diz que quando o anjo do Senhor a achou, ela estava junto a uma fonte de água no deserto.

Queridos, mesmo que Hagar não tenha percebido a fonte, digo isso, porque acredito que no meio do deserto o mínimo que temos é sede e foi ao lado de uma fonte que Hagar parou, cansou... suas forças já eram reduzidas... Foi lá que Deus enviou um anjo com uma mensagem da parte do céu.

E Hagar nessa hora disse: “Tu és Deus que me vê”. (Gênesis 16:13)

Você pode estar como Hagar no deserto... mas, eu creio que Deus te mostrará uma fonte e norteará uma direção para sua vida, permita-O fazer isto.

Esteja você onde estiver: em casa, trabalhando, passeando ou fazendo nada... eu creio que Deus te levará um prato de macarronada, um pedaço de pizza, um sanduíche... um toque dEle.

Deus não desamparou Hagar... Deus não desamparará você!

Eu acredito que Deus tem muitos episódios e encomendas como estas... com dias e horas marcadas...

O desejo do meu coração é: permita-O fazer a entrega!
Que a sua vida seja tocada pelas mãos do Senhor!

NEle,
Cris


Comentários

  1. Lindo texto, Cris! São 5:49 da manhã e eu aqui, sendo alimentada com suas palavras. Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rô... que coisa boa!!
      Deus é muito lindo, né?!
      Ahhh Deus bom!!
      Eu te amo!!

      Excluir

Postar um comentário

Olá, muito obrigada pela sua visita e comentário aqui neste espaço.
Em breve responderei seu comentário.
É um prazer tê-lo por aqui!!
Com amor,
Cristina Bessa

Postagens mais visitadas deste blog

O tempo debaixo do céu

Há esperança para o ferido...

Puro Nardo!