Qual sua linguagem de amor?


Se pudéssemos compreender o tamanho do amor, calcular a sua dimensão, quantificar o seu valor, talvez fosse mais fácil, pois como humanos sempre temos a necessidade de ter coisas palpáveis... e assim, é também a nossa necessidade de calcular o amor do próximo, o amor de Deus por nós.

Não conseguiremos jamais!
Só devemos tomar posse de que o amor dEle é incondicional e que Ele é amor... logo, é um amor infinito... imensurável.

E quanto ao amor do próximo você deve entender que cada um de nós, como diz Dr. Ross Campbell: "Cada um de nós temos um tanque emocional".

Cada um de nós temos esse tanque, esperando ser cheio de amor e quando nos sentimos amados, este tanque emocional fica cheio e conseguimos desenvolver muito bem a nossa vida. Porém, quando o nosso tanque emocional está vazio, apresentaremos dificuldades, problemas de comportamento... e estes problemas são devido a escassez no tanque.

Dr. Gary Chapman, autor do livro As Cinco Linguagens do Amor, revela que o amor tem várias linguagens, porém, ele resume em 5 linguagens, que são:

Palavras de Afirmação: são sentenças expressas em elogios como "a janta estava ótima", afirmações "acho que você faz isso muito bem" e incentivos como "vai dar tudo certo";
Qualidade de Tempo: é a dedicação de um tempo exclusivo, ainda que pequeno. Pode ser: conversas de qualidade, passeios, assistirem tv juntos, etc;
Presentes: o que menos importa é o valor financeiro. Pode ser: colher uma flor, comprar uma pizza, dar uma jóia.
Gestos de Serviços: aqui o que você faz fala mais alto do que qualquer palavra. Pode ser: lavar a louça, consertar a fechadura, levar o lixo pra fora, etc;
Toque Físico: o importante é saber quando, como e onde tocar a pessoa. Pode ser: beijos, abraços, cutucão com o cotovelo, por a mão no ombro e também relações sexuais.

Mas, o Dr. Gary relata que cada um de nós temos uma linguagem de amor principal, aquela que fala mais alto, aquela que enche nosso tanque emocional e que podemos até ser pincelados pelas outras 4 linguagens, mas se não formos satisfeitos na nossa primeira linguagem, na principal, ficaremos com o nosso tanque emocional seco, vazio, necessitado e nos sentimos sem sermos amados.

Geralmente, desenvolvemos dialetos com as outras pessoas, mas só satisfaremos o tanque emocional do outro, quando aprendemos sua linguagem de amor... e vice-versa... é como se você falasse português e a outra pessoa inglês... você pode fazer mimicas, arranhar as palavras na tentativa de comunicação.. mas, no fundo você gostaria mesmo que a outra pessoa falasse português.

Funciona assim no amor! Parece difícil?? Sim... mas, não é!
O amor é intencional! O amor é opcional!

Às vezes ouço frases do tipo: "Fulano está com segundas intenções em relação a Beltrano"... e gostaria de dizer sinceramente: Se esta frase se referir a sentimento de amor, a investimento... digo do fundo do meu coração: Não sou de segundas intenções com ninguém... sou de primeira intenção mesmo! Porque se eu decidir ser de segunda, alguém decidirá ser de primera e amará mais... aproveitará mais. Então, prefiro ter a primeira intenção e gastar tempo suficiente para descobrir e investir no outro para que o tanque emocional fique cheio!

Dr. Gary escreveu este livro em várias versões: para crianças, para adolescentes, para solteiros, para casados, para Deus... e em todas elas... segue a mesma orientação.

Vale a pena você ler o livro dele! Você aprender recursos maravilhosos para que você perceba melhor, aquilo que é invisível aos olhos humanos!

E lembre-se sempre: Tudo dependerá do esforço que aplicará, do tempo que você passará construindo.

O seu prédio terá a altura do tempo que você investe no alicerce!

Como diz a obra do Pequeno Príncipe:
"Eis o meu segredo: só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos."

Ensine o outro! Comunique amor ao outro! Corra o risco necessário, pois ao final, ainda que pareça que você perdeu tempo... no fundo você ganhou: VOCÊ AMOU!

Saiba que Deus ama você... e que com ajuda dEle você poderá alcançar lugares altos!

Fica a dica de leitura do livro As Cinco Linguagens do Amor, do Dr. Gary Chapman!
Depois de ler você descobrirá qual sua linguagem de amor principal e poderá ajudar ao outro: seja seu amigo, seja seu namorado, seja seu marido, seja seu filho e inclusive, dizer para Deus como você se sente amado com o amor dEle!

Eu já descobri minha linguagem! Qual é a sua?

Com amor,
Cris

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O tempo debaixo do céu

Há esperança para o ferido...

Puro Nardo!